Ao incentivar a prática de exercícios físicos, empresas protegem a saúde de seus colaboradores e impactam positivamente o rendimento no trabalho.

A necessidade da prática de exercícios físicos no local de trabalho remonta a Revolução Industrial (Inglaterra, século XVIII). A partir desta época, o número de funcionários com Lesões por Esforços Repetitivos e Distúrbios Osteomoleculares Relacionados ao Trabalho (L.E.R./D.O.R.T.) aumentou consideravelmente. O advento de novos processos de produção trouxe em seu bojo mudanças consideráveis no ambiente de trabalho. Mais recentemente, a Era da Informática acentuou estas mudanças e catalisou suas conseqüências. Os Tempos Modernos impuseram uma nova rotina aos operários, que geralmente têm uma vida sedentária, passando muitas horas na mesma posição e quase sempre repetindo movimentos milhares de vezes por dia.

Com o ritmo de vida acelerado, em um mercado um tanto quanto competitivo, os níveis de estresse dos funcionários e colaboradores se mostram cada vez mais altos. E, aí, se perde qualidade de vida . Se estamos boa parte do tempo em escritórios, não é exagero afirmar que o papel dos gestores é tão importante quanto o dos colaboradores ao buscar o combate ao sedentarismo e uma rotina equilibrada.

Pratica de exercicio é uma arma contra o sedentarismo, estresse, depressão e ansiedade. Também melhora a flexibilidade, força, coordenação, ritmo, agilidade e resistência, promovendo uma maior mobilidade e postura. Além disto, reduz a sensação de fadiga no final da jornada, contribuindo para uma melhor qualidade de vida do trabalhador. Outro resultado importante do exercício é favorecer o relacionamento social e o trabalho em equipe, desenvolvendo a consciência corporal.

Além de ajudar a manter o corpo fisicamente disposto, a atividade física impacta diretamente na esfera mental. O excesso de informação típico dos nossos dias pode levar a um esgotamento que afasta as pessoas de seus compromissos. Não à toa se recomenda priorizar um tempo para desacelerar o ritmo e encontrar no exercício o equilíbrio de que a mente precisa.

Estudos demonstram os inúmeros benefícios da endorfina e de outras substâncias liberadas quando suamos a camisa: alívio das dores, melhora no humor, aprimoramento da memória, do foco e da concentração, ou seja, tudo que influencia positivamente o rendimento no trabalho.

As pessoas estão cada vez mais conscientes da importância da atividade física. Agora, as empresas têm um papel fundamental em viabilizar o acesso e incentivar sua prática. Uma gestão moderna preza a saúde física e mental dos colaboradores. Sempre.